06 novembro 2006

"Uma madrugada só"

O telefone tocou novamente....Porra, isto lá é hora de telefonar! Eu já tava dormindo mas alguém tá insistindo. Às vezes ouvindo esse toque do celular, eu me acho ridículo. Ainda bem que quase nunca ouço. Onde eu deixei o telefone? Se bem que me sinto mal por muitas outras coisas também. E não tem como deixar só na vibração nenhuma dessas coisas. Alô? Ué, que número é esse? Nem reconheceu o número,né? Mas reconhceci a voz embriagada, com certeza em um bar, pelo barulho. Oi, meu bem ... De repente um pub, mas o som tá longe, sei lá o que tá tocando. Funk ? Ou Hip Hop? Se você tivesse visto que era meu número nem tinha atendido, né? Eu nem vi o número, mas porque não ia atender? Cigarro, cigarro, ...tá. Sei lá, achei que você não queria mais falar comigo, você sumiu. Isqueiro, isqueiro...Eu perdi teu número. E aparentemente o isqueiro também. Perdeu? Tá bom. Na verdade minha namorada apagou do meu celular uma leva de nomes femininos suspeitos. Ex, ex, tenho que me acostumar. Perdi, mesmo, nem sei como, liguei praquela tua amiga, atrás de você, mas nada. Nós brigamos. Eu sei. Vocês brigaram? É, não to falando com ela...Claro, depois de jogar cerveja nela e chamar de piranha, vai dizer o que, né? Entendi. Alguém chamou o garçom, deve tá na Cobal. Onde você tá, garota? No Baixo...você tava dormindo? Porra,hoje é segunda, garota, claro que eu tava dormindo, uma e trinta e sete. Foi mal. Fala. Não devia ter te ligado. Mas o que você quer? O que você acha, porra? Sexo, isso eu bem sei. Sei lá, falar comigo? Você ta em casa? Tô. Sozinho? Como assim, sozinho? Tua namorada tá aí contigo? Eu não to mais namorando. Eu sei que ela gostou de ouvir isso, mas não gostei de dizer. Ah, fósforos, ótimo. Ih, de motel, mas faz tanto tempo, quem foi mesmo que ...? Porque terminaram? Porque terminamos, o que você quer? Vem me buscar. Merda. Você tá como aí? A pé, doidona e sem dinheiro, como sempre. Tô com umas amigas, vamos tomar umas cervejas, mas queria ir embora com você. Olha lá, tá com grana... Eu tô sem carro. Caô! Ah, você tá andando direto de carro, levou minhas amigas pra praia, na Barra. Hmm será que ela sabe? Foda-se também, tão brigadas, vai ver é até o motivo...vai ver sou até motivo de briga. Mas hoje o carro tá com meu irmão. Ele foi resolver uns lances em Niterói. E aí? Pega um ônibus e vem pra cá. Pega um táxi, você tem dinheiro? Só pra cervejas, vem me buscar logo, deixa de ser escroto. Escroto? Escroto? Cinzeiro, rápido,...hmm..na cozinha....Peraí! O que foi? Chegou alguém, é? Não, eu to sozinho, não chegou ninguém, peraí, porra! Ai, seu grosso! Desligou. Ainda bem, hoje, quero uma madrugada só. Vai ligar de novo outro dia, isso eu sei.

[Dormir com esta certeza deixa qualquer um feliz, se o cara confiar no que acredita ]

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home