06 novembro 2006

"começo d'algo"

Minh'alma se enaltece, teclando devaneios pr'além desta tela, em tabs e shifts, ou shits, sem esnobar asteriscos, ricos ou pobres em rima, e riam assim, desfalecendo em seu próprio sudor, que junto com tilintares titubeavam as coisas ao cair da tarde, o começo do fim, de semana pelo menos, e não pela primeira, mas pela sexta, isso tudo faço.

Se outrora quem nem bola me dava, me jogando pra escanteio, vem afagar a rude crina que já entoou com nojo em discussões repudiantes, que há a se fazer, senão aceitar que há um fim para todo começo e se o esforço de minha humildade e minha vã honra se deixam levar pelos doces lábios que me cuspiram, mas com tanto gosto, que é bom se iludir até mesmo sobre o passado e um dia olhar pra trás e dizer: sim, caí, mas cavalguei; e esta torpe valquíria me teve seu, por um instante mais lépido que o ligeiro coelho saído de qualquer cartola.

-- Juan Otoya


0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home