24 novembro 2006

"Retorno ao mar"

- às mulheres que o mar me trouxe




















de brumas espumantes
onde quase me afogo,
surgistes deslumbrante
me deslumbrando logo

e quando seu doce canto entoou,
nunca ouvi mais bela melodia
seu encanto me encantou,
e alegrou todo meu dia

pressenti que não era pura
mas não neguei um beijo
me envolvi nesta loucura,
e agora ardo de desejo...
e se tardo em minha procura
já não te encontro nem te vejo

pois ao cair da tarde,
mesmo que eu não queira,
não tenho nem metade
de quem não é inteira,

e, sem alarde,
me sento na praia
com sal nos olhos, fitando o mar
te vejo partindo triste,
sereia voltando ao lar

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home