04 maio 2007

"Neste Instante"

De uma quina,
viva e distante,
você surgiu luminosa
alterando toda rotina
com sua presença cativante

me detive um segundo
te contemplando plenamente
pela eternidade que é possível
num momento tão efêmero

não sei se perdeste teu rumo
porque ali você permanece
aguardando a minha história
presente naquele instante
onde eu me econtro até hoje

o tempo insiste:
quer te levar embora
te apagar de minha memória
fazer o mundo continuar

eu sigo paralisado
descaminho do meu destino
desatino pro mundo ao redor
- sempre o mundo
em voltas e idas -
sempre tudo assim
tão eternamente de passagem
até você aparecer

nesse momento
fora do tempo
onde eu não estava
te encontrei
e aqui permaneço

guardando-a
numa dobra do tempo curvo
que pausou um instante
para te contemplar

eis me aqui
de passagem
sem querer passar

se for a sorte
que tudo que vai, volta
e o mundo é uma roda
me deixarei levar

mas caso estes versos te alcancem
antes que o sono nos leve,
vem ser a mulher mais feliz
deste momento mais breve

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home