03 março 2008

"Partida Sem Despedida"

Aproxima-se minha partida
e peço aos amigos meus:
na hora da despedida,
não me venham com 'Adeus'

como quem persegue o que gosta,
(sem saber se passa ou se acampa)
como quem faz uma grande aposta,
vou-me embora para sampa.

Vou ali só um instante
(que talvez demore a passar)
não sou um nômade errante,
mesmo distante, não perco-me do meu lar
(metrópole fascinante onde as montanhas beijam o mar).
Sendo um bom filho, deixo minha casa para um dia retornar


viajo leve
pois volto em breve:
deixo a praia
deixo o morro
deixo a sunga
levo o gorro

é claro que terei saudades,
afinal esta é minha cidade!
E me fará falta tudo que a torna maravilhosa:
as meninas, a lapa, o tricolor e a verde-e-rosa

o que nunca esqueço,
não importa aonde eu for,
é que tendo o Rio por berço,
sou abençoado pelo Redentor.

Aproxima-se minha partida
e aos meus amigos eu rogo:
na hora da despedida,
no máximo um 'até logo'

-- Juan Otoya

Marcadores:

1 Comments:

Blogger ::gabriela::gaia:: said...

conhece essa musica do gonzaguinha? chama "Com a perna no mundo"

Acreditava na vida, na alegria de ser
Nas coisas do coração, nas mão um muito fazer
Sentava bem lá no alto, pivete olhando a cidade
Sentindo o cheiro do asfalto, cresceu por necessidade

Ô Dina,
Teu menino desceu o São Carlos
Pegou um sonho e partiu
Pensava que era um guerreiro
Com terras e gentes a conquistar
Havia um fogo em seus olhos
Um fogo de não se apagar

Diz lá pra Dina que eu volto
Que seu guri não fugiu
Só quis saber como é, qual é
Perna no mundo, sumiu (...)

boa sorte em SP Juan!
tudo de bom sempre!
bjo grande

3/03/2008 7:48 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home